Busca
 
   
   

 

Parceiros:
ver todos

Talento que vem de berço

Renato é o artista do Caminhando, e seus desenhos provam que deficiência não significa nad a quando se tem talento 

 

Renato desenha os figurinos para a festa de fim de ano do Caminhando

Renato de Oliveira tem deficiência intelectual e chegou ao Caminhando em setembro de 2007. O rapaz de 29 anos nunca fez um curso de artes, mas desenha como um profissional, e impressiona aqueles que observam suas obras. Segundo Renato, o talento é herança do pai, que também pinta. A família Oliveira tem uma característica bem especial: quase todos pintam, esculpem, entre outras atividades artísticas. Mas Renato nasceu para desenhar.

 

“Não importa muito o material. Pode ser giz, lápis ou canetinha. Comecei a usar tinta a óleo agora, e estou gostando bastante”, conta Renato. E o artista prova o que diz: entre seus trabalhos, há várias paisagens utilizando perspectiva e profundidade, com luz e sombra, feitos apenas com uma caneta preta. Outra atividade que ele adora é “reformar” os desenhos que os amigos não gostam. “Comecei com os desenhos da minha irmã, que ela achava feio e não queria mais. Eu pegava e aplicava sombra, luz, e ela passava a gostar”, diz ele.

 

Transformação: o artista pega os desenhos que os amigos não gostam e aplica as técnicas que aprendeu sozinho

O talento de Renato foi conhecido pelo Caminhando no primeiro dia da sua visita a organização, ainda no processo de triagem. O rapaz trouxe vários desenhos que fez, e de cara impressionou muitos profissionais da instituição. “Ele tem um talento nato, nasceu para isso. Quando percebemos o jeito dele para a arte decidimos usar nas atividades em sala e pinturas para a ONG”, diz Márcia Vital, responsável pelas Oficinas de Artesanato e de Cartões do Caminhando. Márcia conta ainda que Renato é o responsável pelo desenho de todos os figurinos do musical “Caminhando 20 anos com valores”, que a instituição prepara para o dia 09 de dezembro, como forma de comemorar as duas décadas de história e marcar o fim das atividades de 2009.

 

 Sobre seu futuro, Renato não tem dúvidas. “Meu sonho é ser desenhista”, diz. Ele não se desliga do mundo das artes em nenhum momento. Perguntado sobre seus hobbies, além de desenhar, ele diz que gosta de ver TV. E completa: “Gosto de desenhos animados. Quando assisto fico me imaginando lá, desenhando tudo aquilo”.

Desenho feito por Renato durante a Oficina de Cartões do Caminhando: perfeita noção de luz e sombra

 

A família é a grande influência do artista. “Um dia eu estava pintando e ele me pediu um pouco de tinta. Eu dei, e ele fez um trabalho lindo, que me surpreendeu muito”, conta o pai e Renato, Haroldo de Oliveira, que é funcionário público. Renato é um exemplo de que talento é uma coisa que nasce com o ser humano, independente de qualquer característica. Mais que isso: um exemplo de que quando se faz o que gosta, as coisas tendem a dar certo.

 

Rua Rosária Musarra, 90 - Vila Califórnia - São Paulo/SP - CEP 04775-150 - Tel.: (11) 5541-8845 - caminhando@caminhando.org.br
Desenvolvido por Kemek.inf.br